Arquivo do mês: março 2015

Diego Mendes Sousa na História da Literatura Brasileira

http://www.proparnaiba.com/artes/2015/03/historia-da-literatura-brasileira-revista-e-ampliada-por-nejar.html

A Universidade de Santa Catarina, através da Editora Unisul, acaba de lançar a terceira edição da monumental obra História da Literatura Brasileira – Da Carta de Caminha aos Contemporâneos, de autoria do imortal Carlos Nejar, intelectual celebrado por nossa cultura.
 
=======================
(Capa de Gonçalo Ivo)
===========
De autoria do poeta, prosador e ensaísta Carlos Nejar, da Academia Brasileira de Letras. Este livro é a mais completa história da literatura brasileira e tem 954 páginas.
Dividido em 38 capítulos, começa pela Carta de Pero Vaz de Caminha, a certidão de nascimento do Brasil, passa pelas referência solares de todos os movimentos literários e chega aos contemporâneos, cobrindo até autores que estrearam depois do ano 2.000, como o poeta piauiense Diego Mendes Sousa. Nenhuma outra História da Literatura Brasileira tem esta abrangência.
 
Como diz o reitor Salésio Herdt no prefácio, “muitas histórias da literatura, com este ou com outros títulos, interromperam seus levantamentos, análises e interpretações ainda na década de 60, sem ousar tratar de escritores surgidos e consolidados nas décadas seguintes, ainda que muitos deles tenham uma obra literária consolidada, já submetida a juízos respeitáveis em resenhas, comentários, dissertações, teses e ensaios diversos”.
Graças a importantes apoios editoriais obtidos, o livro, conquanto assim vasto, custa apenas R$ 120, mas o preço especial de lançamento é ainda menor: R$ 90.
A ideia é facilitar o acesso a todos os leitores, principalmente às comunidades universitárias, não apenas dos campi da Unisul, mas dos campi de todas as universidades brasileiras.
FONTE: EDITORA UNISUL

Carlos Nejar, da Academia Brasileira de Letras, é gaúcho de Porto Alegre, onde nasceu em 1939. O crítico suíço Gustav Siebenmann o considerou um dos 37 escritores mais importantes do século, dentre 300 autores memoráveis de todo o mundo. Entre seus livros referenciais, estão O campeador e o vento, Canga, Ordenações e O Chapéu das Estações.
Premiado e condecorado por instituições de prestígio, que reconheceram seu talento na poesia, na prosa e no ensaio, morou muitos anos no RS, no RJ, na Europa e atualmente vive em Vitória (ES).

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A imprensa carioca: poesia, forma e televisão – Arnaldo Niskier na Academia Carioca de Letras

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A mulher carioca: poesia, forma e exegese – Geraldo Carneiro na Academia Carioca de Letras

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A imprensa carioca: poesia, forma e televisão – Cícero Sandroni na Academia Carioca de Letras

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A Crônica do Rio: João do Rio – Gilberto Araújo na Academia Carioca de Letras

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A Crônica do Rio: Lima Barreto – Cláudio Murilo Leal na Academia Carioca de Letras

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Rio: centro de nossas desatenções – Antônio Torres na Academia Carioca de Letras

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Chico Buarque e as Margens do Rio – Antonio Carlos Secchin na Academia Carioca de Letras

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

O Rio de Machado de Assis – Nélida Piñon na Academia Carioca de Letras

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized